terça-feira, 28 de junho de 2011

[Review] Mortification - Relentless (2002)

http://1.bp.blogspot.com/_hr14AdwEvJE/S3gvbXm1mdI/AAAAAAAAAuM/XWV-WtOjIc4/s400/21_01_15_2008_3_47_02_Mortification+-+Relentless.jpg

Num momento raro da biografia do Mortification, a banda lançou "Relentless" - contando com 2 guitarristas, Jeff Lewis (solos) e Mick Jelinic (base). A banda seguiu para um rumo um pouco mais pesado com elementos do thrash e do classic metal.

Prova disso é a 1ª faixa, "Web of Fire" - que vem logo após a intro. Um metal explosivo, com a bateria de Adam Zaffarese detonando tudo, enquanto a nova dupla-prodígio da banda executava riffs poderosos. Mas talvez o maior destaque dela seja o baixo monstruoso de Steve Rowe - na minha opinião - em uma de suas melhores performances. Ótima (senão a melhor!) faixa que dita como será o álbum daqui em diante.

"God Shape Void" continua a barulheira, mas parece dar uma freada em comparação à faixa anterior. Alguns riffs me lembraram o thrash old'school do Megadeth.
"Priests Of The Underground" vem logo a seguir, destruindo tudo. Uma das melhores faixas desse petardo - e com o título que, originalmente, serviu de inspiração para a criação desse blog.

"Bring Release" já deixa claro desde o início, com as batidas bombásticas de Adam e os riffs cortantes de Mick/Jeff, que o negócio é porrada sonora do início ao fim!

"Syncretize" possui algumas influências core - mas, diferente do álbum "Blood World", aqui elas funcionaram bem. Música pegada, com batidas e riffs devastadores e incríveis solos de guitarra. Uma das melhores faixas do CD.

"The Other Side Of The Coin" é um ótimo thrash metal que lembra, em alguns momentos - principalmente no refrão - a banda secular Sepultura. Refrão simplesmente grudento, com um trabalho excepcional da banda em conjunto. O vocal drive de Steve está excelente!

"Altar of God" se destaca por sua letra. Steve, como sempre, arrasando nas composições e provando sempre que o metal é uma ferramenta legítma de evangelização.

"Estamos aqui para sempre, estamos indo...estadia,
Nenhuma força do mal, podem fazer-nos ir longe,
Estamos na conduta do trovão, trazemos o dia,
O Caminho da cruz, a única maneira!
Estamos trazendo bondade, contra o grão,
Nem a morte ou a escuridão, têm algo a dizer.

Acender a chama, a tocha de luz
O dia da cruz, chegou agora

Trazemos o martelo, da Verdade hoje,
Nós esmagaremos os limites daquilo que outros dizem,
Triunfo da misericórdia, O Supremos deverá Reinar
O verdadeiro início, da vida e do sonho,
Será para sempre, de uma maneira brilhante,
O poder da cruz,é a única maneira!

... E nós Cultuamos a Deus em Seu altar,
... E nós Cultuamos a Deus em Seu altar,
... E nós Cultuamos a Deus em Seu altar,
... E nós Cultuamos a Deus em Seu altar,

Esta noite!"

Entre outros destaques, está "Sorrow", com uma bela introdução, que viaja entre o doom metal e as linhas core. Essa faixa é bem arrastada, em comparação as demais, mas ainda assim tem seu brilho, sendo bem executada.

O álbum ainda apresenta "3 Of A Kind" (outra composição inspiradíssima!), "Arm The Annoited", "New Yourk Skies" e "Apocalyptic Terror". Continuar falando desse trabalho me tornaria repetitivo, afinal a qualidade de "Relentless" é inquestionável.

Trata-se de mais um ótimo álbum pesado para os fãs do Mortification e apreciadores do Metal Extremo em geral.

Infelizmente, a banda só teve duas apresentações com essa formação, pois logo Jeff Lewis deixou a banda.

NOTA: 4/5



Track-List
  1. Intro
  2. Web Of Fire
  3. God Shape Void
  4. Priests Of Underground
  5. Bring Release
  6. Syncretize
  7. The Other Side Of The Coin
  8. Altar Of God
  9. Sorrow
  10. 3 Of A Kind
  11. Arm The Annoited
  12. New Yourk Skies
  13. Apocalyptic Terror
Line-Up:
  • Steve Rowe - Voz & Baixo
  • Mick Jelinic - Guitarra Base
  • Jeff Lewis - guitarra principal
  • Adam Zaffarese - Bateria

1 comentários:

Lucaas Rolim disse...

é o melhor cd deles!